Zé Barbeiro

Zé Barbeiro


Zé Barbeiro

Zé Barbeiro

O violonista Zé Barbeiro, cinqüenta e sete anos de idade, trinta como barbeiro e autodidata no violão de 7 cordas. Considerado por Luiz Nassif o melhor violonista do Estado de São Paulo e um dos melhores do país pelo livro “Violões do Brasil” SESC/SENAC, ainda permanece desconhecido para o público geral. Dono de uma imensa sensibilidade musical, Zé Barbeiro passa das cadeiras do ensino fundamental direto para a maestria do choro. Filhos de nordestinos, viveu uma infância pobre e aprendeu tudo o que sabe sozinho, das técnicas do instrumento, escrita e leitura de partituras, a criação de choros no mais alto nível de sofisticação. Acompanhou diversos nomes importantes do choro e dirigiu Cds premiados. Em 2008 vence o Projeto Pixinguinha -Prêmio Produção, que no atual formato contemplou os ganhadores com a gravação de um Cd e permitiu que este artista registrasse 14 de seus 110 choros. O Cd Segura a Bucha, marca a trajetória do artista levando ao público seu primeiro trabalho autoral. Acompanhado pelos músicos; Alexandre Ribeiro (clarinete), Rodrigo Y Castro (flauta), Fabrício Rosil (cavaquinho) e Leo Rodrigues (pandeiro), apresenta um repertório que transita entre o choro contemporâneo e o tradicional. Seu estilo “brincalhão” propõe em cada composição um desafio rítmico, através de frases modificadas e convenções que exigem de seus interpretes um virtuosismo baseado na agilidade, sonoridade e improvisação. Zé Barbeiro nos mostra através do seu violão uma maneira única de interpretar este gênero musical, e como compositor apresenta uma obra que nos revela um modo muito particular de choro, apontando novos horizontes e contribuindo para a renovação do gênero, imprimindo sua marca na diversidade musical dos caminhos da linguagem chorística.

www.myspace.com/zebarbeiro

ze_barbeiro@ig.com.br

(11) 9919-3590

>> Ver suas atividades no Comboio de Cordas